mardi 25 novembre 2014

Um passeio na Priaia dos Nativos - Trancoso - Ballade sur la plage


activité principale , boire des bières :la marque à vous de deviner

J 'ai voulu voyager mode brésil groupe , joyeux sans doute ,
 une demie heure 
dans un des villages le plus hype d'Amérique  Latine , on y rencontre la nuit Beyoncé et autres célébrités http://radar.ws/26434 .à consulter la soeur de Beyoncé en lune de miel ! si si c'est vrai !

De jour on doit se contenter de faire quelques clichés , dans le quartier du Quadrado - Trancoso et filer vite au restaurant ,pour passer trois heures à attendre le repas et boire des bières
Je reviendrai , c'est sûre mais , en mode Europe !
L'intérêt c'est quand même , de discuter avec les uns et les autres , trois heures on a le temps , rencontres avec des Brésiliens du Sud et de l'extrême Amazonie , tous à la recherche de la douceur bahaianaise.
démarchage " évangélique" pour réinsertion de drogués


mer difficile à "nager" , meilleure à surfer !


samedi 22 novembre 2014

Portraits de la rue -Retratos na rua

Pataxo - cidade historica 






Chaque pas dans la rue , est un cadeau de
couleur et de sourire si on attrape l'instant .Et parfois c'est quand on a posé l'appareil  que l'image idéale est sous vos yeux .
Je ne pourrai la partager avec vous mais la conserve dans mon coeur .
Trancoso- Mariana 


Faites trois tour du poteau et vous trouvez l amour dans les trois mois !!!
Jour de tempête - Caro
Aldeia Imbiriba- Indio? , nao sei,  lindo com certeza !!!

Passarela alcool Porto seguro - vendedor de sonhos 
Bom Aniversario - linda da priaia de  Salvador de Bahia 
Vendedoras  Cidade historica ! dificil ? o trabalho menina !
Mae Luana - vendedora de Aracajé  -Passarela alcool

INDIO VERDADEIRO

VISAGE PALE


QUI A INSPIRE QUI ?

jeudi 20 novembre 2014

PATAXOS . Les jeux de Porto Seguro


Le début des jeux PATAXOS

BrasilAcesso à informaçãoParticipeServiçosLegislaçãoCanaisIr para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE CONTRASTE NORMAL ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte Ouvidoria | Contato | Área de Imprensa
Acesso à InformaçãoO MinistérioSecretaria ExecutivaEsporte, Educação, Lazer e Inclusão SocialAlto RendimentoFutebol e Direitos do TorcedorFique por Dentro
ImprensaNotíciasAgenda do MinistroImagensPublicaçõesRádio EsporteTV EsporteControle de Ações de Comunicação

Área Restrita


Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.


Informações: (61) 3217-1875 E-mail: imprensa@esporte.gov.brO endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.


Início Fique por dentro Lista Fique por dentroJogos Indígenas Pataxó começam oficialmente nesta quinta em Porto Seguro Detalhes
Quinta, 13 Novembro 2014 16:17 Escrito por Antônia Emília Santos Andrade

A cidade de Porto Seguro, na Bahia, recebe, de quinta a domingo (13 a 16.11), a oitava edição dos Jogos Indígenas Pataxó. Cerca de 700 guerreiros de 18 aldeias pataxós e de nove etnias brasileiras convidadas participam do evento esportivo da cultura indígena, patrocinado pelo Ministério do Esporte e inspirado nos Jogos Nacionais dos Povos Indígenas. O assessor de Políticas Esportivas Indígenas da pasta, Rivelino Macuxi, participa da cerimônia de abertura, às 16h30, na Arena Boca da Barra, local do evento.

Além dos pataxós, etnias baianas, entre elas os povos Pataxó hãhãhãe, Kiriri, Tupinambá e Tuxá, vieram com suas representações. Da mesma forma, os povos Maxakali (Minas Gerais), Koiupanká (Alagoas), Kuikuro (Mato Grosso), Baniwa (Amazonas) e Kayapó (Pará) também participam do evento esportivo. As delegações indígenas são composta por crianças, jovens, adultos e idosos, e ficarão hospedadas em escolas públicas municipais e estaduais da região.

O coordenador técnico dos jogos, Karkaju Pataxó, explica que a proposta do evento é o resgate da identidade cultural indígena por meio do esporte. “A conexão com as aldeias e a sociedade local garantem o respeito, a valorização e a afirmação da cultura do povo Pataxó”, explica.

Serão quatro dias de atividades tradicionais (confira aqui a programação) e competições disputadas nas 10 modalidades indígenas: arremesso de tacape, zarabatana, corrida com tora, luta patxiw miwka’ay, corrida rústica, natação, arco e flecha, cabo de guerra, canoagem, corrida de maracá. O futebol (esporte não tradicional) será uma forma de integração entre os atletas índios e não índios. Dois amistosos serão disputados por duas seleções indígenas (masculina e feminina) que enfrentarão seleções composta por jogadores do município.

Também será realizado, no período da manhã durante os jogos, o 3º Encontro Patxôhã (da língua Pataxó), com fóruns de debates de questões relativas à causa étnica. A formação de professores pataxó e a criação do primeiro Instituto Atxôhã (de pesquisa Pataxó) serão debatidas pelos participantes. Está programada a realização de uma feira de artesanato (indígena e não indígena) em parceria com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas e Empresas (Sebrae). Haverá demonstrações de outras modalidades tradicionais e a realização do Desfile Cultura Viva, Pataxó. Nele, cada aldeia apresentará um casal de índios com pinturas e trajes típicos.

A expectativa de público da organização dos jogos é de cerca de 2 mil visitantes/dia, entre estudantes da rede pública, comunidade, turistas brasileiros e estrangeiros, que promovem em conjunto a integração e a socialização do pensamento e visão indígena sobre a história dos descendentes dos primeiros habitantes do Brasil.

Os 8º Jogos Indígenas Pataxó são uma iniciativa de lideranças da etnia coordenadora do evento. Além do ministério do Esporte, a edição de 2014 é promovida em parceria com o governo do estado da Bahia, Superintendência de Desenvolvimento do Esporte da Bahia e da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos do Cidadão, Instituto Federal de Ciências e Tecnologia da Bahia/Campus Porto Seguro, prefeitura de Porto Seguro, Sebrae e Veracel Celulose.


A cidade de Porto Seguro, na Bahia, recebe, de quinta a domingo (13 a 16.11), a oitava edição dos Jogos Indígenas Pataxó. Cerca de 700 guerreiros de 18 aldeias pataxós e de nove etnias brasileiras convidadas participam do evento esportivo da cultura indígena, patrocinado pelo Ministério do Esporte e inspirado nos Jogos Nacionais dos Povos Indígenas. O assessor de Políticas Esportivas Indígenas da pasta, Rivelino Macuxi, participa da cerimônia de abertura, às 16h30, na Arena Boca da Barra, local do evento.

Além dos pataxós, etnias baianas, entre elas os povos Pataxó hãhãhãe, Kiriri, Tupinambá e Tuxá, vieram com suas representações. Da mesma forma, os povos Maxakali (Minas Gerais), Koiupanká (Alagoas), Kuikuro (Mato Grosso), Baniwa (Amazonas) e Kayapó (Pará) também participam do evento esportivo. As delegações indígenas são composta por crianças, jovens, adultos e idosos, e ficarão hospedadas em escolas públicas municipais e estaduais da região.

O coordenador técnico dos jogos, Karkaju Pataxó, explica que a proposta do evento é o resgate da identidade cultural indígena por meio do esporte. “A conexão com as aldeias e a sociedade local garantem o respeito, a valorização e a afirmação da cultura do povo Pataxó”, explica.

Serão quatro dias de atividades tradicionais (confira aqui a programação) e competições disputadas nas 10 modalidades indígenas: arremesso de tacape, zarabatana, corrida com tora, luta patxiw miwka’ay, corrida rústica, natação, arco e flecha, cabo de guerra, canoagem, corrida de maracá. O futebol (esporte não tradicional) será uma forma de integração entre os atletas índios e não índios. Dois amistosos serão disputados por duas seleções indígenas (masculina e feminina) que enfrentarão seleções composta por jogadores do município.

Também será realizado, no período da manhã durante os jogos, o 3º Encontro Patxôhã (da língua Pataxó), com fóruns de debates de questões relativas à causa étnica. A formação de professores pataxó e a criação do primeiro Instituto Atxôhã (de pesquisa Pataxó) serão debatidas pelos participantes. Está programada a realização de uma feira de artesanato (indígena e não indígena) em parceria com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas e Empresas (Sebrae). Haverá demonstrações de outras modalidades tradicionais e a realização do Desfile Cultura Viva, Pataxó. Nele, cada aldeia apresentará um casal de índios com pinturas e trajes típicos.

A expectativa de público da organização dos jogos é de cerca de 2 mil visitantes/dia, entre estudantes da rede pública, comunidade, turistas brasileiros e estrangeiros, que promovem em conjunto a integração e a socialização do pensamento e visão indígena sobre a história dos descendentes dos primeiros habitantes do Brasil.

Os 8º Jogos Indígenas Pataxó são uma iniciativa de lideranças da etnia coordenadora do evento. Além do ministério do Esporte, a edição de 2014 é promovida em parceria com o governo do estado da Bahia, Superintendência de Desenvolvimento do Esporte da Bahia e da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos do Cidadão, Instituto Federal de Ciências e Tecnologia da Bahia/Campus Porto Seguro, prefeitura de Porto Seguro, Sebrae e Veracel Celulose.

Confira a dinâmica das competições esportivas:
Arremesso de Tacape – Um atleta de cada aldeia fará o lançamento do tacape por três vezes. Será classificado o arremesso mais distante. Provas no masculino e feminino.

Jogo de zarabatana – O atleta de cada aldeia deverá assoprar a flecha à distância de 7 metros do alvo, tendo três oportunidades para acertá-lo e marcar pontos de diferentes numerações. Cada atleta traz sua zarabatana. Provas no masculino e feminino.

Corrida com tora - Dois atletas de cada aldeia correrão a distância de 200 metros e farão um revezamento de 100m x 100m. A melhor colocação é dada aos atletas que chegarem primeiro. Todos deverão usar os trajes típicos. Provas no masculino.

Luta patxiw miwka’ay – Será feita uma demonstração da luta corporal e seu significado ficará a critério das delegações e dos atletas a participação na demonstração. A atividade conhecida como o aquecimento feito pelos índios antes de tomar banho nos rios, ribeirões e mar, tem o significado de “luta do derruba toco.”

Corrida Rústica – Participarão três atletas de cada aldeia. Vence quem ultrapassar primeiro a linha de chegada. O percurso será de 3 km. Provas no masculino e feminino.

Natação - Um atleta de cada aldeia nadará 200m de distância. A colocação será pela chegada de cada competidor. Provas no masculino.

Arco e flecha – Um atleta de cada aldeia fará 3 tiros num alvo a 25 metros de distância. O alvo conterá um círculo maior que equivale a 50 pontos, o médio, 100 pontos e o pequeno, 200 pontos. A pontuação será pelas somas da pontuação adquirida no lançamento das flechas. Todos terão que trazer seu arco e flecha. Provas no masculino e feminino.

Cabo de guerra (masculino e feminino) – Cada aldeia compete com oito atletas e dois reservas. A competição será cronometrada no tempo de três minutos; quem estiver levando vantagem quando acabar o tempo ganha. Provas no masculino e feminino.

Canoagem – Cada aldeia deverá ter um representante para essa modalidade, que fará um percurso de 200m no mar, remando em uma canoa ou caiaque, dividida em baterias por grupos. Provas no masculino.

Corrida de maraká - Cada aldeia corre com cinco atletas em um percurso de 150m em volta de um tronco. A equipe que finalizar primeiro ganha. Provas no masculino e feminino.

Carla Belizária
Ascom - Ministério do Esporte


Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla

vendredi 14 novembre 2014

Cores e sabores - Couleurs et saveurs


le fruit cacao !







Il est toujours difficile de qualifier ce qui nous touche, ou nous émeut dans les voyages .
Sans doute, pour moi la qualité relationnel des brésiliens: spontanés , chaleureux.

Et l'explosion de couleurs et de saveurs .....
Cette année pour la première fois j'ai gouté d'autres saveurs.
De tous les jus de fruits naturels que je connaissais , j'en ai découverts de nouveaux ,

jaca
dont le cacao !( cacau )
Devinez la couleur du jus de cacao ....blanc bien sur comme sa pulpe , avec un petit goût acidulé !





Le cupuaçu .....
je me suis donc dynamisée aux couleurs et aux saveurs
eau de coco chaque jour , acaï,abacaxi e hortela , cacau
jaca !
Et j'ai régalé mes yeux sur le marché local de Porto Seguro.




trop forts pour nos palais délicats mais beaux pour nos yeux ...piments
 



  


Malgré l'orange éclatant, quelques couleurs pastel, nous signalait l'arrivee du printemps.















jeudi 13 novembre 2014

Quero agredecer....aos amigos....de Porto Seguro

Le voyage est toujours une occasion de rencontres.
Pour peu qu'on parle la langue du pays , et qu'on ne soit pas trop dans une attitude de touriste , tout est possible .
Et au Brésil particulièrement !
A la recherche d'un tableau d'indien ,pour mon indienne achetée l'an passé, je retourne dans la rue des artistes.
Et je rencontre Pires ( prononcer PIIIIIres) peintre ; mais surtout guide pour les visiteurs curieux de Porto Seguro.
Il en oublie de vendre ses tableaux ! et vous indique ce qu'il faut faire dans la ville...pour aller ou les guides touristiques ne vous emmenent pas !
C'est ainsi que se crée une petite communauté autour de ce "guide original"
Sans tout dévoiler , je vous inviterai à rencontrer quelques "figures" de la rue . 

pires e cleidson o team da passarela do alcool


Voltei, jà !

Chinelas apenas secas .....cheguei

Amor ..tango....fuego..

       Superbe soirée finale de la saison avec       Quelque p 'arts....                                         700 spectateurs Pour...